Colégio Agrícola Augusto Ribas, Educação e Técnica a Serviço da Agricultura.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

77 anos do Colégio Agrícola Augusto Ribas

Dia 17 de setembro de 2014, data em que o Colégio Agrícola Estadual Augusto Ribas - Ensino Médio e Profissional, administrado pela UEPG, comemora seus 77 anos de assistência técnica a produtores e comunidade em geral,  e a formação de  Técnicos em Agropecuária que levarão seus conhecimentos a diferentes regiões dos Campos Gerais e Paraná. 
Contando com um quadro de:
  • 35 professores
  • 58 funcionários
  • 283 alunos


 Professor Jail Bueno
-Diretor-


 Hasteamento
Bandeira Nacional: Magnífico Reitor Carlos Luciano Sant´Ana Vargas
Bandeira do Paraná: Alcebíades A. Baretta - vice-diretor
Bandeira do Colégio Agrícola: Willian Araújo Ruivo - formando 2014














































Aluna: Aline Nabozny Rodrigues - formanda 2014








 Dia da árvore
Aluna: Isabeli Cristian de Lara




















































































A comemoração também foi registrada pela UEPG

Colégio Agrícola comemora 77 anos de fundação

Fonte: UEPG
por Neomil Macedo

 
O Colégio Agrícola Estadual Augusto Ribas (CAAR), mantido pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), comemorou 77 anos de fundação, nesta quarta-feira (17). Para marcar a data, a direção reuniu alunos, professores e técnicos em uma ‘Hora Cívica’, realizada na praça central do colégio. O reitor Carlos Luciano Sant’Ana Vargas participou da solenidade ao lado do novo diretor do CAAR, Jail Bueno, empossado em 2 de setembro.
O ato cívico teve início com a execução do hino nacional, simultaneamente ao hasteamento das bandeiras do Brasil, do Paraná e do CAAR, pelo reitor Carlos Luciano Sant’Ana Vargas, o vice-diretor Antônio Alcebíades Bareta e o aluno William Araújo Ruivo, aprovado no último Vestibular de Inverno da UEPG para o ingresso no curso de Zootecnia, em 2015. Na sequência, a aluna Aline Nabozny Rodrigues, também aprovada em Zootecnia, leu um breve histórico do CAAR. A aluna Isabeli Cristina de Lara, aprovada para o curso de Licenciatura em Química, reverenciou o ‘Dia da Árvore’, comemorado em 21 de setembro.
No seu pronunciamento, o reitor Luciano Vargas externou as homenagens de professores, alunos e agentes universitários da UEPG à comunidade do Colégio Agrícola, que faz parte da comunidade universitária. “Acredito que alunos, professores, técnicos e pais de alunos do Agrícola estão perfeitamente integrados ao ambiente universitário, prova disso que hoje temos aqui três alunos do colégio aprovados no nosso vestibular e que terão a oportunidade de dar sequência aos seus estudos na instituição, também no mestrado e doutorado”.
Para encerrar o ato, o diretor Jahil Bueno convidou todos a acompanharem o plantio de três árvores na praça do colégio. Os professores José Elias Hauagge Adamovicz, Mariliz de Lara e Ana Paula Franczak plantaram uma muda de ‘Pau Brasl; os alunos, Lucielen, Marcus e Daniele, uma muda de ‘Imbuia’; e os técnicos Eugênio Francisco da Rosa; Cléia Aparecida de Souza e Maurílio Caetano dos Santos Júnior, uma ‘Sibipuruna’.
HISTÓRICO
O Colégio Estadual Agrícola “Augusto Ribas” - Ensino Médio e Profissionalizante foi fundado em 17 de setembro de 1937, pelo Interventor Manoel Ribas, com a denominação de Escola de Trabalhadores Rurais. Em 1944, a instituição passou a ofertar o curso de Ensino Rural completo, com duração de três anos, a certificação ao final do curso era de Lavrador. Também ofertava o curso primário.
Após 12 anos, ocorre nova reestruturação, através da Lei orgânica do Ensino Agrícola, o qual passou a ofertar em 1956, o curso de Iniciação que era equivalente a 5° e 6° série, hoje séries finais do ensino fundamental, e o de Mestria Agrícola que corresponde às séries finais do ensino fundamental. Na época o ensino agrícola era subordinado a Superintendência do Ensino Agrícola e Veterinário.
Em 1960, foi autorizado o funcionamento da Escola Agrotécnica Augusto Ribas, através do decreto n° 27925 de 12 de janeiro de 1960. A instituição passou a ofertar os cursos de Técnico em Agricultura e Técnico em Zootecnia. Estes dois cursos equivaliam ao antigo ensino de 2° grau, hoje atual ensino médio profissional.
As escolas de trabalhadores rurais passam a ser Colégios Agrícolas pós 1962. Neste ano, a Escola Agrotécnica de Ponta Grossa passou a ser denominada de Colégio Agrícola Augusto Ribas, ano em que também foi implantado o Curso Técnico Agrícola de 2° grau. Passou para a denominação de Colégio Agrícola Estadual Augusto Ribas em 1963.
Em 14 de Maio de 1980, o Governador Ney Braga assinou a Lei n.º 7.307, pela qual o Colégio Agrícola Estadual "Augusto Ribas" passou a ser administrado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. A clientela escolar é oriunda dos diversos bairros da cidade de Ponta Grossa, dos Campos Gerais e demais regiões do Paraná. Atualmente conta com 283 alunos, sendo 93, em regime de internato, 35 professores e 58 funcionários técnico-administrativos.